Destaque

Bolsa Família 2018

Embora seja cercado de controversas, não há dúvidas que o programa Bolsa Família ajudou e continua auxiliando milhões de famílias a saírem de condições de pobreza e extrema pobreza. Trata-se de um programa de contribuição para o desenvolvimento do País. No entanto, para que não tenha seu benefício cortado, é preciso que esteja constantemente atento às informações relativas ao benefício. Então, quer saber tudo sobre o Bolsa Família 2018? Leia o artigo abaixo!

Bolsa Família 2018
Bolsa Família 2018 – Quem Tem Direito, e Calendário 2018 de pagamentos

Calendário do Bolsa Família 2018

Para que todas as pessoas possam receber o seu benefício na data correta, existe o calendário do bolsa família 2018. Este documento é disponibilizado anualmente pelos órgãos responsáveis pela gestão do benefício e pode ser usado para orientação da data de pagamento.

Ele pode ser encontrado gratuitamente nas agências da Caixa Econômica Federal e também na internet. É sempre recomendado que deixe o calendário de pagamento 2018 em um local visível, que você esteja sempre observando, pois o benefício não é acumulativo. Caso não saque o valor até 90 dias após a data indicada, ele voltará para os cofres públicos.

Calendário do Bolsa Família 2018
Calendário do Bolsa Família 2018

As datas de pagamento do Calendário Bolsa Família 2018 são definidas de acordo com o número final do NIS (Número de Inscrição Social). O calendário é atualizado anualmente com objetivo de evitar que os dias escolhidos para pagamento caiam em feriado nacionais e finais de semanas.

Caso você esteja em dúvida se tem dinheiro a receber do programa, pode consultar o saldo do Bolsa família através do aplicativo de celular disponibilizado pela Caixa Econômica Federal.

Quem tem direito ao Bolsa Família 2018?

Quem tem direito ao Bolsa FamíliaAssim como outros benefícios e programas do Governo, sempre existe uma série de regras que define quem tem direito ao Bolsa Família 2018. No caso, esse programa também possui às suas. Elas servem para controlar e regularizar quem poderá necessariamente receber o auxílio mensalmente.

  • O Bolsa Família é indicado para as famílias que estão consideradas em situação de extrema pobreza. O programa define uma família nesta situação quem sobrevive com uma renda mensal no valor de R$85 por pessoas (ou até menos).
  • Já as famílias que possui um rendimento que gira entre R$85,01 e R$170 são consideradas como pobre. É importante que esteja ciente que para ter acesso ao programa é preciso que sua família seja composta por gestantes, crianças ou adolescentes com até 17 anos de idade.

Cadastro Bolsa Família

Agora que já sabe boa parte das informações do Bolsa Família é preciso que saiba como se cadastrar no programa. Se você se encaixa nos requisitos abordados acima, é preciso que procure a prefeitura de sua cidade ou a sede da assistência social, para realizar a inscrição no CADÚNICO do Governo Federal.

Para realizar o cadastro no CADÚNICO, será necessário apresentar os seguintes documentos (de todos os membros do grupo familiar):

  • CPF (se possuir);
  • RG (ou outro documento de identidade com foto, se não possuir, apresentar a certidão de nascimento);
  • Carteira de Trabalho atualizada do último emprego (se possuir);
  • Título de eleitor (se possuir)
  • Comprovantes de renda (Extrato do INSS se receber benefício, comprovante do Imposto de renda se tiver feito a declaração do IRPF no ano anterior, e carteira de trabalho atualizada).

Na ocasião do cadastro, você deve estar portando todos os documentos pessoais e de sua família para que seja feito o cadastro Bolsa Família corretamente no Cadastro Único dos Programas Sociais.

Após realizar a inscrição no CADÚNICO, será necessário proceder com a inscrição no programa, no mesmo setor em que foi feito o cadastro do cadÚnico (Você pode fazer os dois juntos).

Atenção: Fazer o cadastro no Bolsa Família 2018 não garante que a família vai receber o benefício. Primeiro, o Ministério do Desenvolvimento Social e Agrário (MDSA) vai analisar a documentação, e averiguar se os dados informados são verdadeiros e se não faltou nenhum documento. Essa averiguação pode levar até 30 dias.

Valor do Bolsa Família 2018

O valor do Bolsa Família não é fixo. Por isso, existem uma série de categorias que definem a quantia, são elas:

  • R$ 39,00 por cada criança cadastrada no programa;
  • R$ 46,00 por adolescente com idade entre 16 e 17 anos;
  • R$ 85,00 à família com renda mensal abaixo de R$85,00 por pessoa.

Os valores citados acima são cumulativos. ou seja, um grupo familiar pode aumentar a renda se tiver várias crianças e jovens cadastradas. O saque do benefício é mensal, e as datas de liberação do programa ocorrem de acordo com o calendário do Bolsa Família 2018, divulgado no início do ano pela Caixa Econômica Federal.

Consulta Bolsa Família 2018

O saldo do programa pode ser consultado de 4 maneiras diferentes:

  1. Nos postos de atendimento da Caixa, com o Cartão do benefício ou com o Cartão Cidadão;
  2. Pela internet, através do portal SIBEC;
  3. Pelo aplicativo da Caixa;
  4. Pelo telefone de atendimento 0800 do programa.

Consulta Bolsa Família pela Internet

Uma das maneiras mais simples de consultar o saldo do benefício, basta acessar o Portal Cidadão Caixa:

>> ACESSE O PORTAL CIDADÃO AQUI<<

Consulta Bolsa Família 2018 pela Internet
Consulta Bolsa Família 2018 pela Internet

Para consultar o saldo, basta acessar o link informado acima e preencher:

  • O Número do PIS;
  • A senha da Internet (se você não tiver senha, clique em “Cadastrar Senha”);
  • Clique na caixa “Não sou um Robô”
  • Clique em “OK”

Após acessar o sistema do Portal Cidadão Caixa, basta clicar na guia com o nome do benefício para conferir o saldo das parcelas à sacar do benefício, e as datas de pagamento das mesmas.

Aplicativo Bolsa Família

Outra forma ainda mais fácil de consultar o saldo do benefício é através do Aplicativo Bolsa Família, criado pela CEF para facilitar a consulta do saldo do benefício para quem só possui celular. Para baixar o aplicativo, basta seguir o link informado abaixo:

>>BAIXAR O APLICATIVO CAIXA BOLSA FAMÍLIA<<

Aplicativo Bolsa Família 2018
Aplicativo Bolsa Família 2018

Após instalar o aplicativo em seu Celular, basta informar os seguintes dados:

  • Seu Número NIS (número do cartão do benefício);
  • A senha da internet (se você nunca tiver usado a consulta online, você poderá cadastrar uma nova senha).

Uma vez que o aplicativo esteja instalado e configurado com os seus dados, basta clicar em “Ver Parcelas” para consultar as parcelas liberadas do benefício.

0800 Bolsa Família

Para consultar o saldo do Bolsa Família, basta entrar em contato com a central de atendimento do Programa da Caixa Econômica Federal. Lembre-se de ter os seguintes dados em mãos na hora de entrar em contato:

Para entrar em contato com a Central de atendimento 0800 Bolsa Família 2018, basta entrar em contato com algum dos números abaixo:

  • 0800 707 2003
  • 0800 726 0207
  • 0800 573 0104

Consulta Caixa Bolsa Família

Outra forma de consultar o saldo do seu benefício é comparecendo diretamente em uma agência da Caixa Econômica Federal. É importante ir ao banco com os seguintes documentos para que a consulta seja possível:

  • Documento de identidade com foto;
  • Cartão do Benefício ou Cartão Cidadão.
Consulta Bolsa Família 2018 Caixa
Consulta Bolsa Família 2018 Caixa

O saldo do benefício poderá se informado nos seguintes postos de atendimento:

  • Agências da Caixa, pelo autoatendimento;
  • Agências da Caixa, pelo atendimento ao cliente;
  • Lotéricas;
  • Postos de atendimento Caixa Aqui.

Como Sacar o Bolsa Família 2018?

O saque do saldo o benefício é um processo simples e ágil: basta ir a um dos locais a seguir e solicitar o saque apresentando um documento de identificação (Carteira de identidade, por exemplo), e o seu cartão do Bolsa família. Os locais em que é possível sacar o seu benefício são:

  • Casas Lotéricas;
  • Agências da Caixa Econômica Federal;
  • Caixas eletrônicos da Caixa;
  • Postos de atendimento Caixa Aqui.

Está com alguma dúvida sobre o benefício? Diga-nos na área de comentários para que possamos solucioná-los.

Minha Casa Minha Vida 2018

O Programa Minha Casa Minha Vida 2018 vem mudando a vida de milhares de brasileiros no mundo inteiro, através do programa os cidadãos têm a oportunidade e condições financeiras para financiar o seu imóvel e realizar o sonho de ter a casa própria.

Minha Casa Minha Vida 2018
Minha Casa Minha Vida 2018

O que é o Programa Minha Casa Minha Vida 2018?

O programa criado pelo o Governo tem objetivo de permitir que diversões cidadãos brasileiros consegam realizar o sonho da casa própria com preços mais acessíveis, o programa já funciona a alguns anos e durante esse período milhares de cidadãos já conseguiram mudar a sua realidade de vida.

Através do programa minha casa minha vida 2018 o cidadão pode realizar o financiamento habitacional urbano e rural, vale ressaltar que cada financiamento possui a sua particularidade, o cidadão deve consultar as informações de acordo com o financiamento que deseja fazer.

Essas informações são encontradas facilmente no site da Caixa Econômica Federal através do www.caixa.gov.br. Se preferir você pode comparecer a agência da Caixa mais próxima a sua residência, o programa minha casa minha vida 2018 é um programa dedicado a famílias e cidadão que vivem em situação humilde.

Pode participar do programa minha casa minha vida 2018 famílias e cidadãos de baixa renda que recebem até 7 mil reais. Através do programa as taxas de juros do financiamento são bem mais baixas, os prazos de pagamento são diferenciados e mais acessível, onde a prestação não é maior que 30% da sua renda familiar.

Cadastro Minha Casa Minha Vida 2018

O processo de inscrição do programa é de responsabilidade da prefeitura, inicialmente você vai precisar apresentar seus documentos de identificação, tais como comprovante de renda, registro geral com foto (RG) e o CPF (Cadastro de Pessoa Física).

Caso tenha dúvidas ou deseje saber mais informações, acesse: www.caixa.gov.br/voce/habitacao/minha-casa-minha-vida/.

Simulador Minha Casa Minha Vida

Através do programa o cidadão também pode realizar a simulação de como  ficará o seu financiamento, para isso basta acessar o site oficial, pois através da simulação é possível verificar os valores.

O resultado do minha casa minha vida, será divulgado pela a Caixa ou prefeitura da sua cidade, de maneira geral essa divulgação é feita através de um edital publicado no diário oficial.

Veja Também:

Segunda Via Minha Casa Minha Vida 2018

Se você faz parte de uma das milhares de famílias beneficiadas com o programa e não vem recebendo o seu boleto de pagamento pelo os correios, você pode emitir a segunda via através do passo a passo a seguir:

A segunda via do seu boleto estará disponível para impressão, dessa forma, basta imprimir e realizar o pagamento em qualquer agência bancária ou em uma casa lotérica mais próxima a sua residência.

Minha Casa Minha Vida 2018 Boleto

Ao entrar no portal, você terá acesso a todas as parcelas do seu financiamento, basta clicar sob a qual você deseja, que o boleto de pagamento do programa minha casa minha vida será gerado, dessa forma o mesmo poderá ser pago em qualquer casa lotérica, internet ou em qualquer agência bancária próximo a sua residência.

Encceja 2018

O Encceja 2018 é o programa que dá a oportunidade de diversas adultos e jovens a concluírem o curso de nível médio e conquistar o tão sonhado diploma, o Encceja não é um programa obrigatório, ele pode ser realizado de maneira voluntária, sem nenhum custo ao interessado (a).

Podem participar do programa Encceja 2018 todos os candidatos brasileiros residentes aqui no Brasil e também os residentes do exterior, após participar do exame, sendo aprovado o aluno recebe a certificação de conclusão do ensino médio, estando apto a prestar outros concursos, como por exemplo o Enem.

Encceja 2018
Encceja 2018

Inscrição Encceja 2018

Para participar do Encceja 2018 é necessário aguardar o período de inscrição, dentro do prazo vigente basta realizar um simples cadastro, faça a inscrição assim que for liberado, para não correr o risco de ficar fora do processo, os requisitos básicos para participar do Encceja são:

  • Para prestar o exame do ensino fundamental, o candidato (a) deve ter no mínimo 15 anos completos a contar da data de realização da prova.
  • Exame de ensino médio, o aluno deve ter 18 anos completos a contar da data de realização da prova, essa regra também e válida para os brasileiros residentes no exterior.

Tendo todos os requisitos acima, basta acessar o link a seguir e realizar sua inscrição portal.inep.gov.br/web/guest/encceja.

inscrições encceja

É importante estar com os seus documentos em dia, principalmente RG e CPF, durante o cadastro vai ser solicitado um e-mail, informe um e-mail válido.

Confira também:


Calendário Encceja 2018

O Encceja como de costume é em janeiro de cada ano, para que os interessados (as) aproveite a oportunidade logo no início do ano letivo.

calendário do programa


Prova Encceja 2018

O Exame é referência para quem deseja conquistar o diploma de ensino médio, a prova do encceja 2018 será composta como de costume por 120 questões, onde todas elas são múltipla escolha, as questões abordam diversos assuntos de:

  1. História do Brasil;
  2. História em Geral;
  3. Química;
  4. Língua Portuguesa;
  5. Línguas estrangeiras (Inglês e Espanhol);
  6. Matemática;
  7. Física;
  8. Artes;
  9. Ciências naturais.

Além da prova, o candidato (a) irá realizar uma redação, a qual o tema é definido na hora pela a banca, dessa forma, todo o conhecimento adquirido pelo o candidato ao decorrer da vida acadêmica é testado.

A redação é dissertativa e visa testar suas competências e habilidade com produção textual, ambas as provas são válidas para o nível fundamental e médio, aumentando as chances do candidato de ingressar em uma faculdade.

Prova Encceja 2018
Prova Encceja 2018

Prova Encceja 2018 Ensino Médio

Na prova do Encceja para estudantes do ensino médio, serão cobrados os seguintes conteúdos:

  1. Ciências da natureza e suas tecnologias – 30 Questões;
  2. Ciências humanas e suas tecnologias – 30 Questões;
  3. Linguagens e códigos e suas tecnologias – 30 Questões;
  4. Matemática e suas tecnologias – 30 Questões;
  5. Redação.

Prova Encceja 2018 Ensino Fundamental

Na prova do Encceja para estudantes do ensino fundamental, serão cobrados os seguintes conteúdos:

  1. Ciências naturais – 30 questões;
  2. História e geografia – 30 questões;
  3. Língua portuguesa, língua estrangeira moderna, artes, educação física – 30 questões;
  4. Matemática – 30 Questões;
  5. Redação.

Encceja 2018 e Isenção do ENEM 2018

Outra novidade do encceja 2018 é a gratuidade para inscrição no Exame Nacional do Ensino Médio para os candidatos que obterem nota mínima para aprovação no Encceja. Ou seja:

  • Pelo menos 100 pontos em cada uma das provas;
  • Nota 5 (de 10) na Redação do Encceja.

A gratuidade será oferecida somente para o exame do ensino médio subsequente a realização da prova do Encceja, portanto fique ligado.


Data da Prova Encceja 2018

O Exame como de costume acontece em janeiro de cada ano, logo após a realização do concurso é divulgado a classificação e resultado, é importante ler todo o edital e ficar por dentro de todo o cronograma.


Resultado Encceja 2018

Todo o resultado do concurso é divulgado de acordo com o calendário letivo do programa, é importante estar ligado aos prazos, o candidato (a) deve garantir no mínimo 50% de acerto em todo o processo, pois assim as chances de conseguir uma oportunidade são maiores.

No próprio portal do Inep os interessados conseguem saber mais informações sobre o Encceja é ser atentar as dicas para ser preparar para a prova.

resultado do programa

Programa Progredir 2018

O Programa Progredir surgiu com a intensão de garantir a autonomia de milhares de brasileiros, para que isso ocorra é necessário oferecer capacitações que poderão ingressar diversas pessoas no mercado de trabalho.

Esse programa foi uma ação do Governo Federal, que promete oferecer 800 mil novas vagas em cursos técnicos gratuitos. Confira abaixo mais sobre o Progredir e como ele funciona.

O programa é um conjunto de ações que visa fornecer uma liberdade pessoal e financeira gerando empregos para membros de famílias inscritas no CadÚnico (Cadastro Único) e para beneficiários do Programa Bolsa Família.

Programa Progredir
Programa Progredir

Como Funciona o Programa Progredir?

O Programa Progredir foi criado para auxiliar os grupos familiares do Bolsa Família, pois o valor que eles recebem não é o suficiente para ter acesso às condições básicas de saúde, alimentação e educação. A intensão do programa é estimular o progresso dessas pessoas, para que eles possam encontrar um trabalho, abrir o seu próprio negócio ou se qualificar. Dessa maneira, eles poderão melhorar de vida e ter melhores condições.

Um dos destaques do programa é que todos os beneficiários do Bolsa Família que conquistarem uma vaga de emprego com carteira assinada e um aumento de renda não serão excluídos de imediato do Bolsa Família. Eles ainda poderão usufruir do programa por dois anos, se a sua renda não ultrapassar de dois salários mínimos. E caso alguém perda a nova fonte de renda, poderá voltar a utilizar o benefício disponibilizado pelo Governo Federal.

Hoje em dia existem 13,5 milhões de famílias fazendo parte do programa.

 

Programa Progredir

A intensão do Programa Progredir é principalmente encaminhar pessoas com menos condições ao mercado de trabalho, garantindo a eles uma independência financeira e uma melhoria em suas habilidades. O Progredir fornece um plano direcionado a qualificação profissionalizante e apoio ao empreendedorismo.

A Secretaria de Inclusão Social e Produtiva do Ministério do Desenvolvimento Social (MDS) é quem coordena essa ação, que funciona através de parcerias de empresas públicas e privadas, em três estruturas diferentes, confira:

  • Empreendedorismo: Os beneficiários que tiverem dificuldades para entrar no mercado de trabalho devem apostar no empreendedorismo, pois poderão investir em pequenos negócios. E para isso, o Governo Federal disponibilizará R$ 3 bilhões por ano.
  • Qualificação Profissional: O Progredir irá estimular os beneficiários por meio de cursos de FIC (Formação Inicial e Continuada). Em diferentes áreas de qualificação serão abertas 1 milhão de vagas gratuitas.
  • Intermediação de Mão de Obra: O Programa Progredir faz parcerias com diversos empregadores no Brasil, e dessa forma, serão definidas cotas de emprego para inscritos no programa Cadastro Único e para beneficiários do Bolsa Família.

Quem pode participar?

O programa não é direcionado para qualquer pessoa, para participar é necessário que você:

  • Seja Beneficiário do Bolsa Família;
  • Cidadãos inscritos no Cadastro Único do Governo Federal.

Cursos Programa Progredir

Através do Eixo de qualificação profissional surgem os cursos do programa. Esses cursos possuem a intensão de influenciar a vida dos beneficiários do Bolsa Família, para que assim, eles consigam ter melhores rendimentos e até mesmo uma melhor condição de vida.

Esse ano foram divulgadas 800 mil vagas para a realização de cursos técnicos gratuitos, oportunidades essas voltadas para uma maior qualificação profissional.

Os cursos técnicos são disponibilizados pelo programa Pronatec Oferta Voluntária e tem como objetivo emancipar até 1 milhão de famílias.

Todos os cursos que são disponibilizados são gratuitos, não possuem taxas, nem mensalidades. Normalmente as aulas iniciam no final do mês de outubro de cada ano. Essa é uma ótima oportunidade para pessoas de baixa renda terem uma qualificação e poderem até mesmo abrir seu próprio negócio.

Microcrédito Bolsa Família

Caso o beneficiário do Bolsa Família deseje investir no seu próprio negócio, o programa Progredir irá liberar uma espécie de empréstimo, um valor que dê para financiar pequenos empreendimentos. Além disso, o programa realizará ações focadas em consultoria e capacitações na área do empreendedorismo e em assistência técnica.

Todos os beneficiários serão estimulados a serem Microempreendedores Individuais (MEI) com o seu negócio de forma legal. Eles receberão um aporte financeiro para fazer o primeiro investimento e dessa forma terão a chance de acabar definitivamente com a dependência do programa social.

Inscrições Programa Progredir

Todos os interessados em fazer a inscrição no Programa Progredir 2018 poderão entrar no site oficial da ação (mds.gov.br/assuntos/progredir) e realizarem o formulário de cadastro. Serão milhares de oportunidades em capacitações no próximo ano.

Depois de fazer a inscrição no programa Progredir, o cidadão terá acesso a todas as ferramentas de qualificação, trabalho e empreendedorismo. São muitos recursos disponíveis no portal, como ferramenta para elaborar currículo, encaminhamento para empresas parceiras com vagas abertas, cursos online e oficinas de educação financeira.

Quem tem direito ao bolsa família 2018?

Quem tem direito ao Bolsa Família 2018 – O programa bolsa família foi criado em 2003 pelo o Governo Lula, o programa hoje atende mais de 15 milhões de famílias brasileiras, além dos valores transferidos aos contemplados pelo o programa anualmente, o programa garante acesso a serviços básico de educação e saúde.

O objetivo principal do programa foi tirar inúmeras famílias da situação de carência, ou seja, situações de problema, acima de tudo tentar combater a fome, o programa visa hoje atender realmente as famílias que precisam deste auxilio para melhorar as suas condições precárias de vida.

Quem tem direito ao bolsa família 2018
Quem tem direito ao bolsa família 2018

Para ser tornar beneficiário do programa bolsa família é necessário que os contribuintes se enquadre nos pré-requisitos básicos exigidos pelo o programa e se inscrever no CadÚnico – Cadastro Único. Saiba mais sobre o Bolsa Família 2018:

Quem tem direito ao bolsa família 2018?

Podem receber famílias que se enquadrem nos seguintes perfis socioeconômicos:

  • Com renda familiar inferior a R$ 170,00 por pessoa – terão direito a receber uma ajuda de custo pelo número de crianças entre 0 a 15 anos de idade cadastradas no programa, por jovens entre 16 e 17 anos de idade.
  • Com renda familiar inferior a R$ 85,00 por pessoa – além de ter direito aos benefícios descritos acima, terão direito a receber uma ajuda de custo extra de R$ 85,00.

Vale ressaltar, que as famílias que possuem renda per capita de até R$ 170,00, ingressam no programa ser tiverem em sua composição familiar crianças/adolescentes com idade até 17 anos, desde que os mesmos estejam cursando regulamente a rede de ensino, sendo assim as famílias recebem o valor de R$ 85,00 reais por pessoa, independentemente da idade dos seus membros.

Bolsa Família 2018 - Quem tem direito
Bolsa Família 2018 – Quem tem direito

Recadastramento Bolsa famíliaAlém dos critérios de renda familiar, será cobrada uma contrapartida das famílias cadastradas. Caso essa não seja cumprida, o grupo familiar terá o Bolsa Família Bloqueado. Veja a seguir as obrigações das famílias cadastradas no Bolsa família:

  • Crianças e adolescente entre 6 e 15 anos devem estar matriculados na escola, e manter a frequência escolar superior à 85%;
  • Adolescentes entre 16 e 17 anos estar matriculados na escola, e manter a frequência escolar superior à 75%;
  • As famílias devem manter o cartão de vacinação de crianças de até 7 anos de idade em dia;
  • Mulheres entre 14 e 44 anos precisam manter acompanhamento médico;
  • Gestantes e lactantes precisam fazer o pré-natal, e acompanhar a saúde do bebê;
  • Crianças e jovens de até 15 anos de idade em situação de risco, precisam participar de programas de convivência e fortalecimento de vínculos familiares.

O Bolsa Família 2018 é realizado através de parcelas mensais, o programa visa suprir as necessidades básicas dos contribuintes, o programa visa distribuir renda para as famílias que vivem em situações severas de pobreza, devido a essa situação as famílias devem ser cadastrar no programa e atender todos os requisitos de recebimento do mesmo,  a partir disso as famílias possuem direito a receber os benefícios oferecidos pelo o programa.

O programa contempla famílias que recebem renda per capita menor que R$ 85,00 a R$ 170,00, famílias que tenham em sua composição adolescentes/crianças com idade mínima de até 17 anos que estejam frequentado regulamente a rede de ensino, mulheres gestantes também possuem direito a receber o bolsa família.

Como funciona o Bolsa Família 2018

O programa bolsa família 2018 é um programa governamental feito exclusivamente para famílias que estejam em extrema situação de pobreza, porque o valor mensal per capita, não é o suficiente para que a família consiga sobreviver e se desenvolver, se a sua família se enquadra dentro dos requisitos de recebimento do programa deve procurar a prefeitura do seu município e se inscrever no Cadastro Único.

Valor do Bolsa Família 2018

O valor do bolsa família 2018 varia de acordo com o número de membros, crianças e adolescentes e gestantes que compõem a família, a renda é calculada a partir da soma de 4 membros, o valor total da soma é dividido pelo o número de residentes na casa, o que resulta na renda familiar per capita.

Pagamento bolsa família 2018
Pagamento bolsa família 2018

A composição dos valores do Bolsa Família 2018 é feita da seguinte forma:

  1. É paga a quantia de R$ 39,00 por cada membro do grupo familiar entre 0 e 15 anos de idade, que se enquadrem nas regras de contrapartida do programa;
  2. É paga a quantia de R$ 45,00 para cada membro do grupo familiar entre 16 e 17 anos de idade;
  3. Se o grupo familiar tem renda inferior a R$ 85,00 mensal por pessoa, terá direito ainda a receber uma ajuda de custo adicional de R$ 85,00.

Os pagamentos do benefício são realizados mensalmente entre os dias 15 e 30 de cada mês, dentro do período do Calendário Bolsa Família 2018. O grupo familiar tem até 90 dias para realizar o saque da parcela liberada, caso contrário, perde o direito de sacar a parcela perdida.

Consulta Pública Bolsa Família

O Bolsa Família 2018 é uns dos programas sociais mais importantes do Brasil, ajudando a milhões de famílias brasileiras a superarem a pobreza. Mas você sabia que, ao contrário dos que muitos críticos do programa afirmam, o Bolsa família 2018 é totalmente transparente? Qualquer cidadão pode apurar os pagamentos do programa através da consulta Pública Bolsa Família.

Consulta Pública Bolsa Família
Consulta Pública Bolsa Família

Como fazer a consulta pública Bolsa Família

Para que a população em geral possa realizar a consulta pública bolsa família, tudo que é necessário fazer é entrar no site do Sistema de Benefícios ao Cidadão, reconhecido pela sigla SIBEC por meio do link https://www.beneficiossociais.caixa.gov.br/consulta/beneficio/04.01.00-00_00.asp e então fazer essa averiguação.

Essa consulta pode ser feita de três formas distintas, dependendo da forma como cada cidadão preferir:

  1. Consulta pública bolsa família por Estado – Para isso, você precisa escolher qual estado deseja consultar e o ano que os pagamentos foram feitos. Depois, basta clicar em consultar para sair com todos esses dados em suas mãos.
  2. Consulta pública bolsa família por Município – Funciona da mesma forma que a consulta por estado. Tudo o que você precisa fazer é escolher qual município você deseja consultar e a data.
  3. Consulta pública bolsa família pelo número de Identificação Social (NIS) – Nesta modalidade, só é possível consultar os pagamentos do Bolsa Família 2018 se você tiver número do documento do grupo familiar.

Dica: Você pode consultar o número do documento de cada beneficiário diretamente no portal da transparência do Governo Federal, e consultar os pagamentos de cada beneficiário. Dessa forma, a população tem em mãos uma ferramenta para combate à corrupção ao alcance de todos.

Você também pode usar a ferramenta da consulta pública para consultar pagamentos anteriores do calendário bolsa família 2018 que você recebeu. Para isso, basta consultar esse dado por meio do seu cartão de cidadão ou cartão bolsa família e então clicar em consultar, para ter todos esses dados a sua disposição e então ter um controle melhor dos gastos feitos pelo Governo Federal nesse tipo de ação popular, o que é de fundamental importância para uma fiscalização dos gastos do Governo.

Veja também: Outras formas de consultar o Bolsa Família. Não perca nenhum pagamento, dique sempre por dentro do Bolsa Família 2018

Como Funciona o Bolsa Família 2018?

O Bolsa Família é um programa de distribuição de renda brasileiro que beneficia mais de 15 milhões de pessoas a terem uma qualidade de vida um pouco melhor, dando uma bolsa mensal com valor variável, de acordo com a composição do grupo familiar e dependendo de alguns critérios estabelecidos pelo Governo Federal.

Como funciona o Bolsa Família
Como funciona o Bolsa Família

Por conta disso, esse programa já se tornou um marco de redução de pobreza, sendo inclusive elogiado pela Onu, pela forma que retirou o Brasil do mapa da fome mundial e fez com que a miséria diminuísse consideravelmente em todas as regiões, que era um dos objetivos do Governo quando criou o projeto, que faz parte de um plano maior, chamado de “Brasil sem Miséria”.

Quem tem direito ao Bolsa Família

Tem direito a receber essa quantia mensal paga pelo Governo Federal, as famílias que possuam uma renda de até 170 reais por pessoa e que ainda tenham filhos entre 1 a 17 anos, para que assim, o Governo Federal consiga aplicar uma ação que beneficie não apenas os pais, mas principalmente as crianças.

Para que serve a consulta pública Bolsa Família?

Por causa da importância desse programa, é fundamental que os cidadãos fiquem vigilantes quanto a correta distribuição de verbas, para que não haja fraudes e as pessoas que realmente necessitem dessas bolsas, a recebam nos dias adequados.

Para melhorar essa fiscalização, existe uma espécie de consulta pública ao Bolsa Família, na qual, as pessoas conseguem visualizar todos os gastos que o Governo tem no programa, seja por cidade ou por estado.

Dessa forma, qualquer tipo de irregularidade é rapidamente percebido e isso ajuda o próprio Governo a coibir esse tipo de ação, economizando dinheiro público e aplicando nas principais necessidades do país.

CNH SOCIAL 2018

CNH SOCIAL 2018 – Também conhecida como CNH Popular, é um programa social fundado pelo governo do estado junto ao Detran, que oferece a carteira de habilitação para pessoas com baixo poder aquisitivo, pessoas necessitadas. Diversas pessoas ficam no seguinte questionamento “como me cadastro no CNH Social 2018 para conseguir tirar minha habilitação grátis?”, tendo em vista que essa seria uma ótima escolha para quem não possui condições financeiras de pagar pela sua carteira de motorista.

CNH Social
CNH Social – Carteira de Habilitação Popular

Como tudo que é bom tem seu ponto negativo, esse programa não estaria salvo dessa premissa. Para a infelicidade das pessoas esse programa não está disponível em todos os estados do Brasil. Mas se você mora em um dos estados beneficiados, essa poderá ser sua grande chance.

O que é CNH Social?

A princípio o programa CNH Porpular foi fundado pelo Detran-RS e vai beneficiar cerca de 7mil pessoas que desejarem tirar sua primeira habilitação ou adicionar uma nova categoria.

O modo de seleção varia de estado para estado, em alguns você precisa procurar diretamente uma das autoescolas credenciadas pelo Detran e solicitar sua inscrição. Em outros estados a inscrição é feita online pelo site (cnhsocial.com.br).

As inscrições para a habilitação gratuita só podem ser feitas pela internet. Para conseguir a carteira a pessoa tem que preencher alguns requisitos, são eles:

  • Ser maior de 18 anos
  • Saber ler e escrever
  • Comprovar domicílio no estado;
  • Ter renda familiar igual ou inferior a um salário mínimo e meio ou estar desempregado há mais de um ano.
  • Ser beneficiário do Bolsa Família 2018, Pró-jovem ou Brasil Alfabetizado.

Documentos necessários para tirar a CNH SocialDocumentos Bolsa Família

  • Carteira de Identidade ou outro documento oficial em foto;
  • Cadastro de pessoa física – CPF
  • Certidão de nascimento dos dependentes, se houver
  • Comprovante de resistência ou domicílio do município onde mora no Estado do Espírito Santo, de até 03 meses;
  • Declaração de próprio, de que sabe ler e escrever, lavrada no ato da comprovação;
  • Termo de Responsabilidade sobre as informações prestadas na inscrição, assinada no ato da comprovação;
  • Declaração de que conhece e aceita todas as condições de participar do Programa Social de Formação, Qualificação e Habilitação Profissional de Condutores de Veículos Automotores, assinado no ato da comprovação;
  • Declaração de renda familiar, assinado no ato da comprovação
  • Carteira de trabalho e previdência – CTPS, com baixa de no mínimo um ano e/ou último contrato de trabalho (se houver), rescindido há, no mínimo, um ano.

Estados que aderem ao programa via Internet

Todos sabemos que o avanço da tecnologia, possibilitou que diversos assuntos burocráticos fossem realizados e resolvidos pela internet. E aqui vão alguns estados que utilizam este meio:

  • Pernambuco;
  • Espírito Santo;
  • Paraíba;
  • Minas Gerais;
  • Maranhão;
  • São Paulo;
  • Rio Grande do Sul.

Os estados mencionados acima, possuem sites na internet que tornam a vida do cidadão bem mais “fácil”. Como por exemplo o site do Detran. Neste site, vários serviços são prestados.

Para que você realize sua inscrição no programa CNH Social, é preciso acessar o site do Detran do seu estado vigente. Certificar-se junto ao Detran do seu estado as vagas do programa de CNH Social, caso tenha, é importante se manter atento para que não deixe passar esta oportunidade.

Bolsa Família Cadastro

O Bolsa Família é um programa criado durante o Governo Lula que possui o objetivo de auxiliar as famílias brasileiras a superarem situações de pobrezas e extrema pobreza. Atualmente, o programa possui uma gama de 13 milhões de beneficiários. Ao longo dos seus anos, o Bolsa Família tem se mostrado bem eficaz, reduzindo os índices de famílias em situações de miséria. No entanto, ainda há mais o que fazer. O programa ainda não chegou à todos os necessitados devido à falta de informação sobre como realizar o cadastro do Bolsa Família. Então, quer saber como fazer essa inscrição no programa? Leia o artigo abaixo!

Recadastramento Bolsa Família
Recadastramento Bolsa Família

Quem tem direito ao Bolsa Família?

Quem tem direito ao Bolsa FamíliaUma dúvida muito comum é sobre quem tem direito ao Bolsa Família. No entanto, às regras do programa são bastante claras: famílias em condições de pobreza e extrema pobreza. No caso, aquelas famílias que conseguem sobreviver com uma renda abaixo de um salário mínimo por pessoa. No caso, para realizar o cálculo é preciso a média do salário dos membros familiar. Você deve somar todos os salários e dividir pelo número de pessoa pertencentes ao grupo familiar, para saber se você tem direito aos pagamentos do Bolsa Família.

  • Se você tem uma renda mensal por pessoa de até R$85,00 significa que sua família está em condições de extrema pobreza.
  • Caso sua renda tenha sido entre R$85,01 e R$170,00, então sua família é classificada em estado pobreza.

Como se cadastrar no Bolsa Família

Para se cadastrar no Bolsa Família 2018, o cidadão deve se dirigir até o órgão responsável pelo mantenimento do benefício em seu município. Em muitas situações, como em pequenas cidades, o Bolsa Família é administrado pela Secretaria de Assistência Social. Geralmente, a secretaria de Assistência está alocada na Prefeitura ou em um prédio próprio. Em capitais e cidades metropolitanas o programa tem uma sede própria. Portanto, você deve se dirigir até esse órgão portando alguns documentos pessoais e do grupo familiar (que falaremos logo abaixo).

Na sede do órgão, os gestores farão sua matrícula no Cadastro Único, também conhecido como CADÚNICO. Esta é uma plataforma usada pelo Governo Federal com objetivo de identificar e caracterizar as famílias de baixa renda que tenha direito ao acesso à programas sociais.

Documentos necessários para o cadastro no Bolsa Família

Documentos Bolsa FamíliaPara fazer o cadastro no Bolsa Família é necessário que esteja portando algumas documentações do beneficiário e também do grupo familiar. Será indispensável à apresentação dos seguintes documentos para realizar a matrículas no programa. São eles:

  • Cadastro de Pessoa Física, também conhecido como CPF, ou título de eleitor do responsável familiar.
  • Carteira de identidade, CPF, Certidão de Nascimento ou casamento, Carteira de Trabalho (CTPS), e título de eleitor dos demais membros do grupo familiar. Em alguns casos é preciso levar um comprovante de residência, no caso, uma conta de água, gás ou luz no nome do responsável familiar.
  • Documentação que comprove a renda mensal obtida.

Recadastramento Bolsa Família

Recadastramento Bolsa famíliaAs famílias que já recebem o benefício também precisam se recadastrar periodicamente para evitar de ter o benefício bloqueado. O recadastramento bolsa família é feito normalmente a cada dois anos, ou sempre que o Governo Federal suspeitar de alguma fraude no Programa.

O beneficiário é avisado do recadastramento per uma nota no certificado de pagamento do bolsa família. Assim que o beneficiário receber a nota, precisa ir imediatamente recadastrar o benefício na secretaria de assistência social, ou terá o benefício bloqueado.

Para realizar o recadastramento no bolsa família, os documentos solicitados são os mesmos de quem faz o cadastro no Programa pela primeira vez.

Recadastramento no Bolsa Família

O Bolsa Família é um programa criado durante o Governo Lula que vem mostrando resultados significantes na diminuição da pobreza. Isto porque o programa auxilia as famílias à superarem situações de pobreza e extrema pobreza. O benefício é utilizado atualmente por milhões de brasileiros (mais precisamente 13 milhões de usuários) que procuram em sair dessa situação de miséria. No entanto, à medida que muitos brasileiros aderem ao benefício, muitos outros são bloqueados devido à falta de recadastramento. Essa é uma parte fundamental para o funcionamento do benefício. Então, não sabe como fazer seu recadastramento no Bolsa Família? Leia o artigo abaixo para se informar.

Recadastramento Bolsa Família
Recadastramento Bolsa Família

Recadastramento do Bolsa Família

Uma dúvida muito comum entre os usuários mais recentes do programa é: o que é o recadastramento do Bolsa Família?

Bom, o recadastro é um importante processo para o funcionamento e manutenção do benefício. É por via desse recadastramento que o beneficiário do Bolsa Família valida e renova mais um período de recebimento do valor. Em tese, o objetivo do recadastramento é atualizar suas informações cadastrais. Esse processo é feito normalmente a cada 2 anos, mas pode ocorrer mais frequentemente, caso o Governo desconfie  de alguma irregularidade no benefício.

Normalmente a família fica sabendo no comprovante de pagamento do Bolsa Família que precisa se Recadastrar, por isso é importante ficar atento.

Quem não faz o recadastramento do Bolsa Família, instantaneamente é bloqueado do programa até que a situação seja regularizada. Geralmente, quando é preciso executar o recadastramento, o beneficiário recebe uma pequena mensagem por meio do extrato de sua conta, informando que o beneficiário deve comparecer ao órgão para fazer o recadastro.

Documentos para recadastramento do Bolsa Família

Recadastramento Bolsa família

Para fazer o recadastramento é necessário que o beneficiário do Bolsa Família encaminhe até o órgão responsável pela gestão do programa em sua cidade de posse de alguns documentos pessoais e do grupo familiar. Nesse caso, em muitas cidades do interior, o responsável pelo controle do Bolsa Família é a Secretaria de Assistência Social.

O beneficiário deve ir até o órgão responsável pelo CADÚNICO em seu município de posse dos seguintes documentos, de todos os membros do grupo familiar:

  • Seu Cadastro de Pessoa Física, também conhecido como CPF;
  • Seu cartão do bolsa família;
  • Título de eleitor (é necessário estar com o título em dia com a justiça eleitoral);
  • Um documento de identificação original com foto (RG, CNHm entre outros)
  • Carteira de trabalho dos membros economicamente ativos;
  • Certidão de nascimento;
  • Comprovante de matrícula escolar (no caso de crianças e jovens entre 0 e 17 anos de idade;
  • Comprovante de residência válido dos últimos 3 meses. Se a família mora em situação irregular, como em terrenos de ocupações por exemplo, esse documento pode ser dispensado.

*É importante que o endereço cadastrado seja verdadeiro, afinal, se a secretaria de assistência social fizer uma vistoria no seu imóvel e descobrir que a família se mudou, pode haver o bloqueio do bolsa família.

O recadastramento do Bolsa Família ocorre de forma anual. Portanto, não é recomendável que deixe para última hora. Com isso você deve economizar tempo, assim como é bem provável que não enfrente filas ao chegar na sede da gestão do Bolsa Família 2018. Por isso, assim que seu benefício estiver apto à realizar o recadastro, adiante-se. O processo de recadastramento é simples, fácil e bem rápido. São menos etapas do que fazer o cadastro no programa. Durante esse recadastrado, o responsável irá apenas verificar novamente as informações presentes nos documentos do beneficiário e do grupo familiar. Caso as informações estejam corretas, seu recadastro no Bolsa Família é renovado e validado.

Está com alguma dúvida sobre o recadastramento do Bolsa Família? Diga-nos na área de comentários para que possamos solucioná-los.

Pagamento Bolsa Família

O Bolsa Família 2018 é um dos principais programas Sociais do Brasil. Isto porque o mesmo é capaz de retirar milhares de famílias da miséria e ter uma vida digna. O benefício é pago todos os meses, no entanto, as datas podem mudar. Por isso, é preciso que fique bem atento às informações sobre o pagamento Bolsa Família, já que passado algum tempo o benefício pode voltar aos cofres públicos. Portanto, quer ficar inteirado sobre o assunto? Leia o artigo abaixo.

Pagamento Bolsa Família 2018
Pagamento Bolsa Família 2018

Pagamento Bolsa Família 2018

O Bolsa Família 2018 é um programa de transferência de renda que vem beneficiando milhares de pessoas em todo o Brasil. Tirando, especificamente, diversas famílias da miséria. O pagamento deste benefício é feito de forma mensal, em datas estabelecidas no calendário de pagamento do Bolsa Família do ano recorrente.

Os pagamentos do bolsa família são focados em famílias que se encontram em situação de pobreza ou extrema pobreza. É considerado uma pessoa em extrema pobreza aquele que tem renda mensal no valor de R$85 ou inferior. Já a pessoa considerada pobre possui uma renda entre R$85,01 à R$170,00.

Calendário Bolsa Família 2018

Os beneficiários do programa devem sacar seus benefícios de acordo com o Calendário Bolsa família 2018. Este documento pode ser encontrado nas agências da Caixa Econômica Federal ou também ser encontrado disponível na internet. É por meio dele que os beneficiários do programa devem se informar sobre a data exata de saque de seu pagamento do bolsa família.

Calendário do Bolsa Família 2018
Calendário do Bolsa Família 2018

O calendário de pagamento do Bolsa Família é organizado de acordo com o final do número de inscrição social, também conhecido como NIS.

Como sacar o Bolsa Família

Após constatar no calendário do Bolsa Família que o pagamento já foi efetuado é preciso que dirija-se até uma agência da Caixa Econômica Federal, ou correspondente Caixa Aqui ou, se preferir, uma lotérica conveniada a CEF portando o cartão do bolsa família juntamente com a senha.

Em muitos casos, como em lotéricas e Caixa Aqui, é preciso que o cidadão compareça portando um documento de identificação com foto, como carteira de trabalho, carteira nacional de habilitação ou também a tradicional carteira de identidade. É também recorrente que o atendente só faça o saque do benefício em presença do titular da conta.

Cadastro Bolsa Família

Quem tem direito ao Bolsa FamíliaCaso esteja dentro dos requisitos exigidos para participar do Bolsa Família, o cadastro pode ser realizado na secretaria de assistência social de sua cidade. No dia em que for efetuar o cadastro é preciso que porte todos os documentos de identificação, como carteira de identidade, Cadastro de Pessoa Física e carteira de trabalho.

Caso tenha filhos, é obrigatório levar os documentos de identificação, como certidão de nascimento, para que seja incluído no CadÚnico do Governo Federal.

Se a documentação do seu grupo familiar for aceita pelo MDS, você receberá em casa em cerca de 30 dias o seu Cartão Bolsa Família, que será usado para realizar os saques do seu benefício. O cartão precisa ser desbloqueado em uma agência da Caixa Econômica Federal, e em seguida, você já será capaz de sacar use benefício e realizar consulta do saldo do Bolsa família. Também é possível receber o seu benefício diretamente na sua conta poupança da Caixa.

Está com alguma dúvida sobre o pagamento do Bolsa Família? Diga-nos na área destinada a comentários para que possamos solucioná-los.

Cartão Bolsa Família

Como todo mundo já sabe o programa Bolsa família é um programa implantado pelo o Governo para dar condições mais dignas e acesso aos programas sociais a famílias que se enquadra com classe social de baixa renda, essa iniciativa foi para tentar amenizar a desigualdade social do nosso país, a desigualdade social infelizmente ainda é um problema evidente aqui no Brasil, o governo com esses programas de acesso melhorou muito e ainda concedeu o acesso de muitas famílias a diversas áreas de serviço público, como educação, saúde além do acesso a todos os programas sociais.

Cartão Bolsa Família
Cartão Bolsa Família

Como receber o cartão do Programa Bolsa Família?

Sendo beneficiado pelo o Programa, automaticamente a Caixa Econômica Federal faz a solicitação do seu cartão, aonde o mesmo vem com uma senha única e exclusiva que você deve guardar com segurança para que não aconteçam saques indevidos na sua conta.

Com o cartão do Bolsa Família, além de consultar o saldo do Bolsa Família, você também pode conferir as datas de pagamento do Bolsa Família.

Em caso de perda ou roubo como proceder?

Em caso de perda é roubo do seu cartão deve entrar em contato diretamente com a Caixa Econômica Federal, a mesma é responsável pelo a emissão e administração do cartão, deve informar o ocorrido, sendo assim a mesma tomara medidas administrativas diante do transtorno, solicitando um novo cartão.

Caso esqueça a senha ou perca a mesma também deve entrar em contato com a Caixa Econômica, provavelmente a mesma solicitara o seu comparecimento a agencia para que possa realizar o cadastramento de uma nova senha.

Posso realizar saque sem cartão, caso eu tenha perdido o mesmo?

Muitas pessoas têm dúvidas a respeito disso, porém você precisa receber o Bolsa Família 2018 e às vezes o cartão demora bastante chegar, sendo assim basta comparecer a qualquer agencia da caixa com seu CPF, Número do NIS e documentação original com foto, deve informar à caixa que deseja realizar o saque do seu benefício e pronto ela fará todo o procedimento de liberação da verba.

Como sacar o Bolsa Família

O benefício é seu como qualquer outro benefício para pela Caixa Econômica Federal: O beneficiário do Bolsa família 2018 deve se dirigir à uma agência da Caixa Econômica Federal portando o seu cartão do Bolsa Família e um documento de identificação com foto. É importante respeitar as datas do Calendário Bolsa Família 2018, pois o benefício não é liberado antes das datas informadas pela Caixa. O saque pode ser efetuado tanto no Caixa Eletrônico quanto no atendimento pessoal do banco.

Além das agências da Caixa, o saque do Cartão do Bolsa família pode ser feito:

  • Em lotéricas;
  • Em postos de atendimento Caixa Aqui.

Bolsa Família Bloqueado

Muitas vezes o Bolsa Família é bloqueado ou cancelado por falta de incompatibilidade de informações, isto porque o cadastro do Bolsa Família deve ser atualizado periodicamente – toda a vez que foi solicitado ao beneficiário na nota de pagamento do Bolsa Família.

Muitas pessoas se assustam quando vão realizar o saque do benefício é o mesmo encontra-se cancelado, isso pode acontecer, pois suas informações deram divergência no sistema do Governo, por isso em caso haja qualquer alteração, você deve informar na atualização seguinte do programa, caso você nunca tenha realizado a atualização, que acontece sempre periodicamente, cuidado! Pois em algum momento seu bolsa família pode ser cortado, procure sempre informar seus dados de maneira idônea para que não sofra com futuras surpresas.

O Programa bolsa família é considerado uns dos benefícios mais importantes, pois engloba uma boa parte de pessoas que infelizmente estão em extrema condição de pobreza, por isso qualquer família ou pessoa cadastrada no programa devem manter as informações sempre atualizadas, a fim de alinhar sempre as informações e evitar que o seu benefício seja cancelado ou bloqueado.

Desbloquear Cartão Bolsa Família

Desbloquear Bolsa famíliaCaso seu cartão do Bolsa família tenha sido bloqueado, é necessário que você vá ao ponto de cadastramento do Programa na sua cidade, solicitar o recadastramento Bolsa Família. Você terá de juntar novamente os documentos que comprovam a renda familiar e a assiduidade escolar das crianças e jovens para desbloquear o Cartão Bolsa Família.

Desbloquear Cartão Bolsa Família pela internet

Atualmente não é possível solicitar o desbloqueio do seu cartão pela internet, já que para desbloqueá-lo você precisa entregar, na maioria dos casos, os documentos de comprovação de situação social para liberar o cartão bolsa família.